Dor de barriga na gravidez: conheça as causas

É normal que você sinta dor ou desconforto na região abdominal durante a gravidez, pois essa parte do corpo sofre uma grande pressão devido ao crescimento do útero e à consequente diminuição do espaço disponível para os órgãos internos da mãe.

Essa compressão dos órgãos internos pode causar um grande desconforto no abdômen, fazendo com que você se sinta cheia mais facilmente, ou mesmo causar a distensão do ligamento redondo que liga a parte frontal do útero à virilha.

Causas da dor abdominal na gravidez

Dor do ligamento redondo

A dor do ligamento redondo, normalmente sentida a partir do segundo trimestre, é uma das queixas mais frequentes durante a gravidez, sendo considerada pelos profissionais de saúde como uma parte normal do processo de gestação.

Esta dor é normalmente caracterizada como uma dor aguda, espasmo ou sensação de “facada” na parte inferior da barriga ou na virilha, podendo nesse caso surgir de ambos os lados. O lado positivo, é que apesar da sua intensidade, este tipo de dor dura apenas alguns segundos.

Outras causas de dor de barriga na gravidez

Apesar da dor do ligamento redondo ser a mais comum, existem outras causas possíveis para a dor abdominal, que não constituem motivo para preocupação:

  • Prisão de ventre e gases – Devido à compressão do trato digestivo é normal que durante a gestação ocorra uma maior acumulação de gases, assim como uma maior lentidão de todo o processo digestivo, o que pode aumentar a ocorrência de prisão de ventre. Tudo isso irá contribuir para uma maior distensão abdominal, podendo originar dor.
  • Contrações de Braxton-Hicks – Embora sejam geralmente pouco dolorosas, estas contrações “de treino” podem causar desconforto abdominal. Uma das causas mais frequentes deste tipo de contrações é a desidratação, pelo que a ingestão de líquidos pode ajudar a aliviar o desconforto.

Porém, em alguns casos a dor abdominal pode ser um sinal de que existe um problema mais grave. Nesses casos, a dor é geralmente intensa e acompanhada de outros sintomas, como sangramento, febre, perturbações da visão ou subida da pressão arterial.

Dor abdominal: quando consultar o médico

Apesar de na maior parte das vezes a dor abdominal ser benigna, existem alguns casos em que esta significa a existência de problemas sérios na gravidez:

  • Gravidez Ectópica – Muito raramente, a implantação do embrião ocorre fora do útero, geralmente numa das tubas uterinas, tornando a gravidez inviável. Nesses casos, poderá ocorrer dor, entre a 6.ª e 10.ª semana de gestação, devido à distensão do tecido da tuba. Por isso, é importante confirmar a implantação do embrião através de um exame de ultra-sons no caso de ocorrer dor abdominal nas primeiras semanas de gravidez.
  • Aborto espontâneo – Infelizmente, à volta de um quinto das gestações termina em aborto espontâneo. Os principais sintomas do aborto espontâneo são dores abdominais semelhantes a cãibras menstruais, acompanhadas de sangramento.
  • Parto prematuro – Os sintomas de parto prematuro surgem antes das 37 semanas de gestação e incluem contrações regulares e dores nas costas (que irradiam para a frente). Estas contrações são normalmente mais dolorosas do que as contrações de Braxton-Hicks, mas por vezes são difíceis de distinguir, pelo que em caso de dúvida é mais seguro contatar o seu médico sempre que sentir contrações.
  • Descolamento da placenta – Em casos raros, a placenta pode descolar-se da parede uterina (algo que normalmente só acontece depois do parto) o que representa um grave risco tanto para a mãe como para o bebê. O descolamento da placenta é geralmente acompanhado de dor abdominal, dor nas costas, sangramento e contrações.
  • Pré-eclâmpsia – A pré-eclâmpsia caracteriza-se pelo aumento de proteína na urina, associado a pressão arterial elevada. Porém, nos casos mais graves pode ocorrer dor na região superior do abdômen, acompanhada de náusea e perturbações do campo visual.
  • Infeção urinária – A infeção urinária é mais frequente na gravidez e pode causar dor na parte inferior do abdômen, acompanhada da necessidade frequente de urinar. Uma infeção urinária sem tratamento pode ter como consequência o parto prematuro, mas é facilmente tratável com antibióticos.

Outras causas clínicas com para a dor abdominal, sem relação direta com a gravidez, incluem a Apendicite, caracterizada por dor no lado inferior direito do abdômen, acompanhada de vômitos e náusea e os casos de Pedra na vesícula, em que a dor se situa no lado superior direito do abdômen, irradiando, por vezes, para o ombro.

Como aliviar a dor de barriga na gravidez

Nos casos em que a dor abdominal tem uma origem benigna, é possível você aliviá-la de várias formas, sem recurso a medicação:

  • Faça exercício regular – O exercício ajuda a manter os músculos abdominais em forma e evita o aparecimento de dores.
  • Faça refeições leves e regulares – Refeições menores distribuídas ao longo do dia facilitam a digestão e evitam a formação de gases que podem causar dor abdominal.
  • Coma fibras – As fibras facilitam o trânsito intestinal, evitando a prisão de ventre e a dor abdominal que esta pode causar.
  • Beba água em abundância– O consumo de água ajuda a evitar infecções do trato urinário
  • Use roupas confortáveis – O uso de vestuário demasiado apertado pode contribuir para o aumento do desconforto na região do abdômen.

Porém, quando a dor é mais persistente, pode ser necessário utilizar um analgésico leve. Nesses casos é bastante provável que o seu médico aconselhe a toma de Paracetamol, um dos anti-inflamatórios mais seguros para utilização durante a gravidez e bastante eficaz no controle da dor.

Em resumo

Em regra geral, as dores abdominais não constituem motivo de preocupação e fazem parte do decurso normal da gravidez.

Esse tipo de dor não necessita normalmente de medicação e é possível aliviá-la através da prática de exercício regular e de uma alimentação cuidada.

<

Porém, qualquer dor fora do normal, devido à sua intensidade ou localização deve ser alvo de atenção médica. Além disso, deve consultar o seu médico sempre que a dor abdominal seja acompanhada de outros sintomas, como febre, visão turva ou sangramento vaginal.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Reddit

12 comentários em “Dor de barriga na gravidez: conheça as causas

  • 16 de maio de 2016 em 23:46
    Permalink

    Alguem pode me falar de algo natural que ajuda na eliminaçao de gases??? Sinto que minha barriga vai explodir, estou com 2 meses

    Resposta
    • 17 de maio de 2016 em 10:45
      Permalink

      Olá Kethely,

      Embora existam vários tratamentos naturais para gases, pensamos que o melhor é falar com o seu médico, pois mesmo esse tipo de tratamento pode trazer efeitos inesperados durante a gravidez.
      Evite alimentos que favoreçam a formação de gases e tente manter-se ativa fisicamente, pois o exercício físico é ótimo para ajudar a eliminar gases.

      Resposta
  • 23 de dezembro de 2016 em 05:15
    Permalink

    Estou com 31+2 e sinto dores fracas em toda a barriga desde ontem de 4 em 4 horas. Acordei agora com uma dessas dores…

    Resposta
    • 24 de dezembro de 2016 em 15:00
      Permalink

      Olá, Gabriella
      Por precaução, qualquer dor persistente deve ser avaliada por um médico. Aconselhamos, por isso que consulte o seu médico para que este possa determinar a origem da dor.

      Resposta
  • 22 de fevereiro de 2017 em 22:53
    Permalink

    Boa noite.
    Toda vez que tenho de barriga tenho um pouco de sangramento na urina .
    Alguém pode me explicar?

    Resposta
    • 27 de fevereiro de 2017 em 16:44
      Permalink

      Olá, Karollen

      Se você sangra sempre que tem dor de barriga, aconselhamos que consulte o seu médico, pois só dessa forma será possível perceber se há relação entre a dor de barriga e o sangramento. Não podemos esclarecer a sua dúvida, pois o Guia da Grávida não substitui um diagnóstico médico, apenas fornecemos informação geral sobre gravidez e puericultura na forma de artigos.

      Resposta
  • 1 de abril de 2017 em 14:44
    Permalink

    Olá eu sinto muita dó de barriga eu to com 3 mes. É normal

    Resposta
    • 1 de abril de 2017 em 20:32
      Permalink

      Olá, Adriane

      Apesar de poder não ter significado clínico, qualquer dor forte que ocorra durante a gravidez deve ser avaliada por um médico. Aconselhamos que consulte o seu médico.

      Resposta
  • 12 de abril de 2017 em 19:49
    Permalink

    Estou 35 semanas as vezes sinto dor na barriga e junto diarréia e normal?

    Resposta
    • 12 de abril de 2017 em 21:27
      Permalink

      Olá, Simone

      Tal como mencionamos no artigo, a dor de barriga ocorre com alguma frequência durante a gravidez, no entanto as causas devem ser sempre investigadas. Por isso, aconselhamos que relate os sintomas ao seu médico.

      Resposta
  • 29 de abril de 2017 em 04:02
    Permalink

    boa noite toda vez quer fasso sexo da uma dor no pe da barriga estoucm 3 semanas

    Resposta
    • 7 de maio de 2017 em 17:57
      Permalink

      Olá, Jociane. Compreendemos a sua preocupação, mas o Guia da Grávida não faz diagnósticos. Deve referir essa dor ao seu médico na próxima consulta.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *