Como dar banho no bebê: dicas para mamães de primeira viagem


Com o nascimento do primeiro bebê, é normal que surjam (muitas) dúvidas sobre a forma mais correcta de executar determinadas tarefas. Como dar banho no bebê não é excepção, preparamos um artigo com dicas úteis que você poderá utilizar na hora do banho do seu filhote, tornando assim tarefa mais fácil e segura.

Dar banho ao bebê pode parecer inicialmente um pouco complicado, especialmente para mamães e papais de primeira viagem. Mas apesar do banho do bebê ser uma tarefa delicada, é algo que facilmente dominará com um pouco de prática.  Além disso, é normal que surjam dúvidas em relação à frequência dos banhos, ao tipo de banho ou à necessidade de utilização de sabão.

No entanto, por maiores que sejam as dúvidas iniciais, a repetição tornará essa tarefa cada vez mais fácil e intuitiva até que naturalmente faça parte da rotina normal da família.

Banho do bebê

A técnica mais adequada vai depender da idade do bebê. Muitos especialistas desaconselham o banho de banheira nas primeiras semanas de vida, devido à necessidade de manter o coto do cordão umbilical seco.

O banho de esponja

Esta técnica é aconselhada nas primeiras semanas de vida e consiste em lavar o bebê com uma esponja úmida, de forma a manter o coto do cordão umbilical seco, facilitando assim a sua cicatrização.

  1. Prepare antecipadamente uma bacia com água morna e uma esponja macia ou, em alternativa, compressas de não-tecido.  Não é necessário utilizar sabão.
  2. Certifique-se que a temperatura ambiente é adequada (entre os 24º e os 26º C).
  3. Mantenha o bebê agasalhado durante o banho, expondo apenas a parte que vai lavar em seguida. Seque-o à medida que o lava, usando uma toalha seca.
  4. Coloque o bebê numa superfície macia (pode ser uma toalha em cima do muda-fraldas).
  5. Comece pelo rosto, lavando cuidadosamente com a esponja ou compressa úmida.
  6. Lave os olhos, um de cada vez, com uma compressa úmida, descartando-a em seguida. Lave do canto interior para o exterior do olho.
  7. Passe em seguida para o tronco, lavando depois os braços e as pernas. No caso de haver sujidade mais persistente, umedeça um pouco mais a esponja para ajudar a dissolvê-la.
  8. Lave em torno do cordão umbilical com a esponja úmida, secando em seguida.
  9. Por fim, lave cuidadosamente os genitais. No caso de ser uma menina lave da frente para trás, tendo o cuidado de limpar as pregas da pele. No caso dos meninos lave o pênis com a esponja ou compressa (puxando o prepúcio ligeiramente para trás, sem forçar).
  10. Lembre-se que durante o banho o bebê deve estar sob supervisão constante!

O banho de banheira

Após a queda do cordão umbilical, o bebê poderá passar a tomar banho de banheira. No entanto, serão necessários alguns cuidados adicionais.

  • Reúna todo o material necessário (esponja, compressas, xampu, toalhas, etc.) antes do banho.
  • Nunca deixe o bebê sozinho. Os acidentes acontecem quando menos se espera e os afogamentos não são exceção.
  • Encha a banheira com água suficiente para o banho (para bebês mais pequenos, coloque apenas 5  a 7 cm de água). À medida que o bebê for crescendo, poderá aumentar a quantidade de água. No caso do bebê tomar banho sentado, nunca coloque água acima do nível da cintura.
  • Tenha atenção à temperatura da água! A temperatura ideal para o banho do bebê situa-se entre os 37 e os 38ºC. Use um termômetro de banheira para controlar a temperatura ou, na ausência deste, mergulhe o cotovelo na água para perceber se a temperatura é confortável, antes de colocar o bebê.
  • Segure o bebê firmemente com uma das mãos, enquanto o lava com a outra. Quando o bebê for mais velho e aprender a sentar, poderá tomar banho nessa posição, facilitando assim a tarefa dos pais.
  • Lave o bebê pela mesma ordem que no banho de esponja, começando na cabeça e terminando com a limpeza dos genitais.
  • Seque bem o bebê, com especial atenção às dobrinhas da pele.
  • Nunca deixe o bebê sozinho! Este é um ponto que vale a pena reforçar, pois embora a maioria dos pais esteja informada e cumpra esta regra, os afogamentos no banho continuam a ocorrer. Lembre-se que um bebê pode se afogar em menos de um minuto, numa banheira com menos de 2 cm de água.
Banho do bebê
Foto: Adobe Stock

É necessário dar banho ao bebê todos os dias?

Uma das dúvidas mais frequentes é o número de vezes que um bebê deve tomar banho.

Neste ponto as opiniões divergem um pouco, havendo quem defenda uma menor frequência de banhos, entre 2 a 3 por semana e quem considere que o banho possa ser dado todos os dias, desde que o bebê se sinta confortável com isso.

A verdade é que banhos demasiado frequentes ou longos podem tornar a pele mais seca, uma vez que a água remove uma parte dos óleos naturais produzidos pelo corpo. No entanto, mesmo uma rotina que inclua banhos diários não deverá ser prejudicial à pele do bebê, desde que os mesmos não sejam demasiado longos e não haja mais do que um banho por dia.

Ainda assim, não existe uma necessidade real que justifique banhos diários, sendo preferível o banho em dias alternados, excepto nos casos em que o bebê esteja realmente sujo.

Devemos usar sabão no banho do bebê?

Muitos profissionais de saúde defendem que o sabão deve ser usado com moderação. Isto deve-se ao fato do sabão contribuir para a eliminação de óleos naturais da pele, tornando-a mais seca e irritável. Além disso, nas primeiras semanas de vida, é aconselhável que o bebê seja lavado apenas com água.

Após essa fase inicial, o sabão poderá ser introduzido gradualmente, tendo em atenção que apenas deve ser usado quando e onde é realmente necessário, ou seja, sempre que o bebê se suje, nas áreas do corpo que realmente estão sujas.

Benefícios do banho

Além de manter o seu bebê limpo, o banho desempenha um papel importante no seu desenvolvimento e bem estar.

Reforça a relação dos pais com o bebê

É uma oportunidade para os pais passarem tempo de qualidade com o bebê, o que ajuda a reforçar laços. Aproveite para brincar com o bebê, mostrando que está inteiramente disponível para ele.

É uma oportunidade de aprendizagem

O contato com a água é um importante estímulo sensorial para o desenvolvimento do seu bebê. O banho é uma excelente oportunidade para familiarizar o bebê com o nome das diversas partes do corpo. Experimente dizer o nome de cada parte do corpo enquanto a lava, para ajudá-lo a aprender os seus nomes. Mais tarde, à medida que o seu bebê for aprendendo a falar, poderá pedir-lhe para nomear as partes do corpo e os brinquedos do banho.

O banho pode ajudar o bebê a relaxar e adormecer

O banho pode ser muito útil para acalmar um bebê irritado, pois a novidade e quantidade de estímulos nos primeiros meses de vida pode ser estressante para ele. Muitos bebês tendem a ficar mais calmos depois do banho, o que facilita a tarefa de adormecer o bebê.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Reddit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *