O que é inseminação intrauterina?


Saiba o que é a inseminação intrauterina ou IIU

A inseminação intrauterina é uma técnica de reprodução assistida que consiste em depositar espermatozoides selecionados diretamente no útero, de forma a aumentar as chances de fertilização.

Como funciona a inseminação intrauterina?

A inseminação intrauterina é feita em três passos:

Estimulação Ovárica – Nessa fase a mulher é submetida a um tratamento para estimular a liberação de óvulos (dois a três óvulos). Esse passo pode ser omitido quando não existem problemas de ovulação.

Capacitação espermática – O esperma do homem é selecionado de forma a eliminar os espermatozoides mortos ou com fraca mobilidade, ficando apenas os espermatozoides com maior mobilidade.

Inseminação – O esperma selecionado é introduzido diretamente no útero através de um cateter

Quanto tempo demora o tratamento?

No caso de haver estimulação ovárica , a duração total de um ciclo de tratamento é de aproximadamente 12 dias, uma vez que a estimulação dura aproximadamente 10 dias e a inseminação é feita 36 a 40 horas depois, sendo o esperma normalmente recolhido no dia da inseminação.

Nos casos em que não há estimulação da ovulação, a inseminação é feita entre o entre 12 a 15 dias após o aparecimento do fluxo menstrual.

Em que casos é recomendada a inseminação intrauterina?

A inseminação intrauterina é indicada nos casos de:

  • Disfunção ejaculatória e impotência, por razões anatómicas ou psicológicas
  • Alterações da qualidade ou mobilidade dos espermatozoides
  • Endometriose leve
  • Imobilização dos espermatozoides devido ao muco cervical da mulher ser demasiado espesso
  • Produção de anticorpos que destroem os espermatozoides
  • Infertilidade não determinada
O que é inseminação intrauterina?
Foto: Bigstock.com

Quais são os riscos da IIU?

Uma vez que são liberados dois a três óvulos, existe um pequena chance de gravidez múltipla. Nesses casos, aumenta o risco de parto prematuro, assim como os riscos para a mãe.

No caso de haver estimulação da ovulação, existe um pequeno risco de ocorrer a Síndrome de Hiperestimulação do Ovário. No entanto, como essa fase do tratamento é sempre monitorada pelo médico, as chances de que isso ocorra são diminutas.

Quais são as chances de sucesso?

As chances de sucesso da inseminação intrauterina situam-se entre os 15% e os 25% por cada ciclo de tratamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.