O que é uma cesariana?


Cesariana: o parto por via cirúrgica

A cesariana, também conhecida como cesárea é uma operação cirúrgica realizada para retirar o bebê do útero materno, quando existem contraindicações para o parto vaginal.

Essa operação consiste num corte no abdômen (barriga) e outro no útero, de forma a abrir uma passagem, por onde o cirurgião irá retirar o bebê.

Este tipo de cirurgia costuma ser programada, uma vez que as contraindicações para o parto vaginal são geralmente evidentes durante a gravidez, o que permite a sua avaliação e diagnóstico atempado. No entanto, a cesariana também pode ser realizada em situações de urgência, em que a vida do bebê ou da mãe corra perigo e seja necessário antecipar o nascimento.

O que é uma cesariana?
Foto: Bigstock.com

Quando deve ser feita a cesariana?

A cesariana é indicada sempre que o obstetra encontra situações em que o parto vaginal possa por o bebê ou mãe em risco.

Situações em que a cesariana é indicada:

  • Pré-eclâmpsia grave – Tensão arterial elevada induzida pela gravidez.
  • Gravidez múltipla – Embora em alguns casos seja possível o parto vaginal, as complicações são mais frequentes do que numa gravidez singular, sendo mais seguro o recurso a cesariana.
  • Pélvis pequena – Por vezes o espaço da pélvis da mãe não é suficiente para que o bebê possa passar em segurança.
  • Posição do bebê – Quando o bebê se apresenta sentado ou de lado é pouco provável que o parto vaginal seja possível.
  • Placenta prévia – Quando a placenta bloqueia o colo uterino é necessário fazer nascer o bebê por meio de uma cesariana.
  • Infeção ou condição médica prévia da parte da mãe, como é o caso do herpes genital.
  • Histórico de mais do que uma cesariana anterior.

Além dessas situações em que o médico pode programar a cesariana com antecedência, existem outras em que a cesariana deverá ser realizada com urgência.

Situações urgentes que requerem cesariana:

  • Se o bebê não estiver recebendo oxigênio suficiente.
  • Se o parto não estiver progredindo normalmente e o bebê ou a mãe estiverem em sofrimento.
  • Se o parto tiver sido induzido e a indução não tenha sido suficiente para que o trabalho de parto ocorra.
  • Se houver sangramento durante o trabalho de parto.

Como é feita a cesariana?

Parto por cesariana
Foto: Bigstock.com

A menos que haja contraindicação, a cesariana é normalmente feita com anestesia epidural ou raquidiana, de modo a que a mãe se mantenha acordada durante a operação e possa ver o bebê assim que ele nascer.

Durante a operação os sinais vitais da mãe são monitorados e é colocado um soro intravenoso para administração de medicamentos. É também colocada uma sonda para urina.

Após a anestesia ter surtido efeito, o cirurgião faz um corte horizontal na pele acima do osso púbico e abaixo da “linha do biquíni”, afastando em seguida os tecidos e músculo até chegar na parede do útero. Aí é feito um segundo corte, que poderá ser horizontal ou vertical, e o bebê é retirado.

A operação dura em média cerca de 40 minutos e é completamente indolor para a mãe, que apenas poderá sentir a pressão exercida quando o bebê é retirado.

Quanto tempo dura a recuperação de uma cesariana?

A recuperação no hospital dura entre 3 a 5 dias, mas a recuperação completa e cicatrização dos tecidos dura em torno de dois meses.

Quais são os riscos de uma cesariana?

Como qualquer cirurgia, uma cesariana tem alguns riscos, como infeção ou problemas de cicatrização, mas estes não são maiores do que em qualquer outra cirurgia abdominal. Sendo uma cirurgia de rotina, o normal é não haver qualquer problema.

A cicatriz da cesariana vai ficar feia?

Como o corte na pele é pequeno e feito na horizontal, a cicatriz fica geralmente pequena e fácil de esconder quando usar biquíni.

Posso pedir ao médico para fazer uma cesariana?

Sim, mas deve ter em conta que se trata de uma cirurgia e toda a cirurgia implica trauma para o corpo e um período de recuperação.

Se o objetivo for evitar a dor do parto, convém saber que a dor não pode ser evitada por completo, pois irá sentir dor durante a recuperação da cesariana.

Exponha a situação ao seu obstetra que irá informá-la de todos os riscos e benefícios da intervenção, de forma a que possa tomar a melhor decisão.

2 comentários em “O que é uma cesariana?

  • 4 de janeiro de 2015 em 09:51
    Permalink

    Amei as dicas sobre a cesariana não posso ter medo tó mais confiante

    Resposta
  • 5 de janeiro de 2015 em 07:57
    Permalink

    Gostei das dicas, nao só de cesaria, mais de toda informação para uma mulher gravidae que queiram engravidar. Muito obrigada com tinuem a nos mantet informadas. Mafalda Sonhi.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.